Pular para o conteúdo principal

Selecionamos algumas dicas para a criação do seu jardim doméstico.


Se você é aquela pessoa que sonha em ter um jardim e acha que por morar em uma casa sem um quintal ou em um apartamento precisa abrir mão de cultivar suas plantas, está enganado. A seguir vamos dar algumas dicas de como ter seu jardim especial e ainda vai conhecer as melhores plantas para se cultivar em ambiente fechados. Então não pare de ler esse post!


Em primeiro lugar escolha plantas adequadas para um ambiente interno, há vários fatores que podem interferir como ventilação, iluminação e até umidade para o sucesso do seu jardim domestico. Se pretende cultivar um cacto, por exemplo, a iluminação é um ponto crucial, pois eles necessitam de um maior incidência de raios solares, a dica é cultivá-los na sacada do apartamento, ou em locais com muita iluminação solar na residência.



Em segundo lugar, é importante saber quanto tempo tem disponível para o cultivo delas durante a semana. Para quem tem pouco tempo o ideal é escolha de plantas que precisam de cuidados semanais ao invés de diários, por isso é essencial ficar atento as necessidades de cada uma verificando qual melhor período para regá-las, o tempo de poda, cuidado com a renovação da terra e retirada das folhas secas para preservar a renovação das plantas. 



Escolha um ambiente adequado para cada tipo de planta, que facilite o desenvolvimento dela, e claro que harmonize com o ambiente de casa. É hora de usar a criatividade, são diversas maneiras de dispor seu jardim dentro de casa. algumas opções interessantes são o jardim vertical, plantas suspensas, plantas aéreas, jardim de plantas com macramê, e por fim a grande tendência: o telhado verde. Mas como já mencionamos deve-se priorizar a necessidade de cada planta, por isso listamos abaixo o formato e maneira de ajustar cada ambiente com a planta desejada.


Jardim vertical: verdadeiro quadro vivos, podem ser inseridos tanto em ambiente internos como externos. E o melhor é que você pode utilizar sua criatividade! vale procurar na internet ideias de jardins verticais que você vai se surpreender. Mas deve está se perguntando qual planta escolher para esse tipo de jardim, não é? Aqui vão algumas dicas: Barba de serpente, aspargo, samambaias, entre outras que enfeitariam muito bem sua parede.



Jardim suspenso: pendurar plantas e flores na parede além de ser uma ótima opção também permite criar várias decorações em seu ambiente. Desde reutilizar latas de conserva e pinta-las de acordo com sua imaginação, a opção de usar painel de madeira dar um ar rustico ao ambiente. Mas se prefere ao ar livre que tal arranjar um suporte e pendura-las na sacada do seu apartamento. Se aconselha utilizar plantas que possuem raízes pequenas no vaso, dentre elas estão as: lambari, trapoeraba roxa e monstera oblíqua.




Planta aéreas: Que tal então "suspende-las" no ar, quando penduradas elas dão mais espaço a casa e lhe dar uma maior dimensão. Gostou da ideia? especies desse tipo não vão faltar na nossa lista, a primeira delas é a samambaia parecida com a foto acima, mas temos a variação da mesma como a samambaia amazonense que se pendurada perto da escada cria um efeito cascata. Já a coraliforme gera uma linda escultura, a jiboia que fica muito interessante no canto do banheiro, o clorofito conhecido como gravatinha é uma opção fácil de cuidar.



Macramê: E essa opção com macramê, dá todo um toque sofisticado para o ambiente. Para quem não conhece o macramê é uma arte de tecelagem muito antiga utilizando somente as mãos e cordões, e olha que opção mais pratica e linda de utilizar essa arte em casa. As plantas recomendadas aqui segue o mesmo padrão dos jardins suspensos e o conceito de raízes pequenas e que não precisam de muita luz solar.




Telhado verde: ou telhado vivo, está se tornando tendência não só nos EUA como na Europa, e em alguns casos está se tornando até obrigatório para novos telhados planos. Essa tendência além de dar um ar verde, ainda ajuda o meio ambiente purificando o ar e resfriando a casa ou apartamento onde está instalado .A técnica consiste em uma camada de vegetação podendo ser flores, legumes, plantas suculentas ou mesmo árvores. Especialistas aconselham que comece o telhado verde em uma pequena área do telhado podendo ser o telhado da garagem ou em um anexo menor.



Vasos personalizados: Por fim, se não quer fugir do tradicional vaso, que tal dar a sua "cara" para ele, isso mesmo essa é uma novidade que garante dar um toque pessoal na decoração. São vasos de planta de proteção de acrílico que formam um "sanduíche", permitindo colocar uma foto impressa entre eles. E o melhor, cada membro da família pode ter o seu vaso e cuidar de sua plantinha. As samambaias e as suculentas são perfeitas para ocuparem esses vasos.












Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dividir aluguel: prós e contras

As vezes quando se é novo em uma cidade, ou os aluguéis são altos onde se deseja morar, a melhor opção é dividir o aluguel. Essa forma de dividir despesas é muito comum entre os jovens, pois além de ser uma forma de economizar dinheiro, também se torna uma maneira de criar novos vínculos. Mas como em quase todas as relações existem seus prós e contras, vamos falar nessa matéria sobre eles. Continue a leitura!
ECONOMIA
Economia acima de tudo, provavelmente a vantagem maior de se dividir um aluguel é poder dividir despesas, e conseguir guardar um dinheiro a mais no fim do mês. Você pode dividir gastos como o aluguel do imóvel que pode ser a casa ou apartamento, dividir as contas de água, luz, internet e as despesas com alimentação e produtos de limpeza.
COMPANHIA
Se você veio de um ambiente familiar grande, que toda família ficava reunida, dividir aluguel vem com o enorme benefício de não te deixar sozinho, sempre terá a companhia de alguém. Provavelmente até diminua a saudade da família…

Taxa de condomínio: entenda como funciona.

Se você é uma das pessoas que moram em condomínio e se pergunta para que funciona a taxa de condomínio e como é feita, esse post é para você!
O que é a taxa de condomínio?
Nada mais é do que um valor a ser pago por todos os condôminos mensalmente. Essa cobrança é utilizada para cobrir as despesas coletivas e de interesse comum dos moradores, incluindo tanto gastos fixos como os não previstos. Para os imprevistos é criado um fundo de reserva, que geralmente já vem embutido na taxa, servindo para ocasiões diversas como defeitos no portão, cano quebrado, dentre outras.
É importante ressaltar que o pagamento da taxa de condomínio é obrigatório e independe de haver ou não um morador no imóvel que faz parte daquele condomínio. Sem esse pagamento todos sairiam prejudicados, pois é com ele que há a administração e devido funcionamento do local. Moradores inadimplentes estão sujeitos a multas e em casos mais graves ter seu imóvel penhorado, por isso o melhor a se fazer é negociar e explicar a …

Dicas para imóveis pequenos

Ter um pequeno espaço e não saber aproveitá-lo pode ser um pecado. No post dessa semana vamos falar sobre dicas de decoração e arrumação para ambientes pequenos, pode ser uma quitinete, apartamento ou casa. Queremos mostrar que cada centímetro desperdiçado pode fazer a diferença. Então continue lendo!
1. Escolha móveis pequenos: Precisa-se ter a percepção de que não condiz encher a casa de móveis grandes em um espaço pequeno, deve-se conscientizar e conciliar o móvel com a realidade;
2. Móveis multifuncionais: Outra dica bastante importante é procurar móveis que possuam mais de uma função, por exemplo, sofás cama, mesa lateral que vira mesa de jantar, cama com gavetas embaixo ou você pode suspendê-la com pés e criar um espaço para armazenar objetos, essas são algumas dicas;
3. As paredes: Outra dica importante é usar cores neutras e aproveitar ao máximo a luz natural que entra no imóvel. A decoração da parede deve ser mínima e bem espaçada. Assim, o ambiente não parece bagunçado;
4. Cort…